Fantastic Televisão
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Privadas indignadas com lei do cinema

Ir em baixo

Privadas indignadas com lei do cinema Empty Privadas indignadas com lei do cinema

Mensagem por Jnpc em Sex 14 Fev 2014 - 0:22

DN escreveu:SIC e TVI indignadas com alterações à lei do cinema

Os canais privados de televisão SIC e TVI anunciaram hoje que querem uma redução da obrigação de investimento direto na produção de cinema e audiovisual, inscrita na lei, por uma questão de igualdade com outros agentes do setor.

Fontes das duas empresas esclarecem que enviaram na quarta-feira uma carta ao secretário de Estado da Cultura e aos deputados, na qual reclamam "igualdade de tratamento face a outros operadores do mercado" e manifestam "indignação" pelas alterações que o Governo vai aprovar para a lei do cinema e audiovisual.

Em causa está uma alteração da lei, proposta pelo Governo, referente a uma taxa para os operadores de televisão por subscrição Zon/Optimus, Meo/PT, Vodafone e Cabovisão, cujas verbas da cobrança revertem para financiamento de produção cinematográfica e audiovisual.

A proposta do Governo estabelece que aqueles operadores paguem 1,75 euros anuais por cada subscrição, sendo o valor aumentado progressivamente até dois euros. Até aqui a lei define um montante mínimo de 3,5 euros até ao máximo de cinco euros.

Os operadores terão um regime transitório, entre 2014 e 2019, para o pagamento daquela taxa.

A SIC e a TVI consideram que há aqui uma "redução de 42,9 por cento no valor da taxa anual" em benefício dos operadores, e exigem igualdade de tratamento, ou seja, uma redução de igual valor no investimento que têm de fazer no cinema e audiovisual.

As empresas recordam que já contribuem "de forma extremamente significativa", através do pagamento da taxa de exibição, de quatro cento "sobre a comunicação comercial audiovisual por si difundida", e "mediante a obrigação de investimento anual".

"A SIC e a TVI estranham e reclamam, em primeiro lugar, não terem sido consultadas" no processo de alteração da lei e dizem que não há "qualquer argumento jurídico, justificação económica nem qualquer motivo de interesse público" para que aqueles cinco operadores tenham tido uma redução da taxa.

Na quarta-feira, na audiência parlamentar, Jorge Barreto Xavier anunciou que, no âmbito das obrigações diretas de investimento no setor, os operadores privados (SIC e TVI), a RTP, os canais por cabo, os exibidores e os distribuidores deverão, no conjunto, aplicar 17,9 milhões de euros.

No final da audiência, questionado pelos jornalistas se todos os agentes envolvidos estavam de acordo com a verba envolvida, Barreto Xavier afirmou que, "quando há novidade há sempre resistência".

"O trabalho que temos pela frente, de articulação entre o ICA, a produção cinematográfica e audiovisual independente e os vários agentes da área de detenção dos suportes, exibição ou distribuição é um trabalho que está a incluir todos e que esperamos que não levante dúvidas em termos da execução da lei", alertou.

Sem adiantarem mais pormenores, SIC e TVI prometeram recorrer "a todos os meios para corrigir" aquela situação.

Jnpc
Membro

Mensagens : 23326
Data de inscrição : 06/03/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum